segunda-feira, 26 de junho de 2017

ATIVIDADE PARA TRABALHAR E LIDAR COM AS EMOÇÕES


Esta atividade é bastante adequada para trabalhar dificuldades apresentadas nos dias atuais. Tem-se percebido muitas dificuldades das pessoas em geral, principalmente as gerações mais atuais em lidar mais profundamente e de maneira mais complexa com a vida. Percebe-se que há um imediatismo e superficialidade para encarar a vida e as relações. Essa atividade pode ser aplicada a grupos e individualmente na prática clinica, basta apenas adaptar as perguntas.

OBJETIVO:
1-Sesibilizar-nos e Reconhecer nossas próprias emoções e nos outros.
2-Desenvolver a empatia e buscar formas de equilibrar nossas emoções para lidar com conflitos e melhorar relacionamentos interpessoais.
PARTICIPANTES: até 15 pessoas
TEMPO: 50’ (varia de acordo com o tamanho do grupo e envolvimento dos participantes).
MATERIAL: Papel sulfite, lápis e Questionário, Lista com Emoções, ver abaixo.
DESCRIÇÃO: O facilitador explica ao grupo que irão fazer um exercício para entrar em contato e reconhecer as próprias emoções e dos companheiros. Salientar que é um momento sério, pois irão lidar com aspectos pessoais, tanto de si mesmos como dos companheiros e que é preciso tratar com respeito essas questões.
DESENVOLVIMENTO:
1-Pede para listarem algumas das emoções que podemos ter. Escrever no quadro.
2-Após listarem no quadro o facilitador explica que há uma tênue diferença entre emoção e sentimento, mas que estes se complementam. Aí apresenta uma lista com as várias emoções/sentimentos e afixa em lugar visível na sala para que os participantes possam consulta-la e assim conseguir especificar melhor o que sentem diante das situações do questionário ou anexa a lista ao questionário entregue. Salienta que há uma enormidade de emoções e sentimentos que o ser humano pode ter e que a lista não pretende esgotar, todas que existem. Que podem colocar outras que ainda não citamos. Explica ao grupo que muitas vezes não conseguimos identificar adequadamente as emoções/sentimentos em nós mesmos e em outras pessoas o que tende a causar conflitos, desavenças e mau entendidos; escolhas erradas e ainda atribuição de valores equivocados.
2-Entrega o questionário aos participantes e pede para completarem as frases, identificando suas emoções para cada uma das situações. Estabeleça 5’ para essa atividade.

LISTA DE EMOÇÕES/SENTIMENTOS
dúvida, raiva, felicidade, alegria, amor, desamor, compaixão, tristeza, desespero, surpresa, medo, pavor, fobia, desesperança, angustia, esperança, gratidão, expectativa, excitação, hesitação, ansiedade, orgulho, pretensão, segurança, insegurança, frustração, reconhecimento, valorização, desvalorização, respeito., vazio, plenitude, etc.

QUESTIONÁRIO

Complete as frases abaixo escrevendo as emoções que tem diante dessas situações abaixo:

A emoção que eu mais gosto de sentir é: ___________________


A emoção que eu menos gosto de sentir é: ___________________


Eu fico feliz quando: __________________________________________________________________


Eu fico triste quando: __________________________________________________________________

De que maneira costumo reagir inicialmente diante das situações. Que emoção sinto com mais frequência?______________________________________________


OBS: O facilitador pode elaborar outras questões mais específicas para o grupo que está trabalhando. Por expl:


Quando chega no trabalho o que sinto?__________________________________

Quando estou me relacionando com esse grupo o que sinto?______________________________________


Quando tenho que tratar algum assunto com meu chefe ou subordinado ou parceiro o que sinto?____________________________________________________

 DISCUSSÃO:

1-Terminada essa etapa, pedir para que cada membro do grupo apresente o que respondeu para cada questão.

OBS: Pede para que cada um responda a primeira questão e após todas as respostas do grupo, passar para a segunda e assim por diante. O facilitador incentiva que as pessoas digam por que tem essas emoções diante de cada situação.

O facilitador ajuda a definir melhor cada uma destas emoções.

OBS: Muitas vezes as pessoas nomeiam uma emoção, mas se percebe que estão enganadas a respeito delas. Há outra emoção que caracteriza melhor esses sentimentos, o que vai ajudar a trabalhar melhor com elas.

Depois de todas as respostas, perguntar:

1- Como se sentiram durante a atividade?

2- Já haviam pensado em como se sentem diante das situações e por que desses emoções/sentimentos/?

3- Foi fácil ou difícil identificar as emoções para cada situação?

4-Conseguem perceber que se não identificamos nossas emoções fica mais difícil de trabalhá-las?

CONCLUSÃO:
Concluir que se trabalhamos e reconhecemos nossas emoções temos mais ferramentas para lidar com elas e equilibrá-las. E que isso faz parte do nosso autoconhecimento. É o reconhecimento das emoções que irá nos auxiliar a compreendê-las, lidar melhor com as situações e o com aquilo que sentimos. Solucionar conflitos com mais facilidade e com menos sofrimento. É o início do processo de inteligência emocional, que favorece também o aprendizado.
Reconhecer as emoções é importante também por proporcionar o desenvolvimento da “empatia”, que é, em linhas gerais, a capacidade de compreender e se colocar no lugar do outro. Quando se aprende a nomear e a reconhecer as emoções, sabe-se identifica-las não somente em si, mas também nos outros.
Enfim, é o primeiro passo para desenvolver as habilidades emocionais e a de empatia.
Identificando emoções em nos mesmos e nos outros facilitada nossos julgamentos, atitudes e desenvolvimento de nossa escala de valores.

Postagens populares