terça-feira, 27 de agosto de 2013

DESMISTIFICANDO O USO DE DINÂMICAS DE GRUPO

Durante esses 2 anos postando, dinâmicas, textos e vídeos em nosso blog, temos percebido que há uma aura em relação ao uso de dinâmicas. Parece que só o fato de utilizarmos de uma determinada dinâmica, teremos resultados maravilhosos, milagrosos... Muitos têm idéia  que basta aplicar uma dinâmica para provocarmos mudanças em comportamentos, atitudes, maneiras de ver a vida, etc., em um indivíduo de forma particular ou em um grupo com o qual estamos trabalhando.
Muitos nos perguntam sobre dinâmicas para idosos, para jovens, para pessoas com deficiência, grupo de jovens, para motivação, autoestima, etc., mas se esquecem de se focar em estabelecer as reais necessidades daquele grupo ou indivíduos. Até mesmo não há esforço e atenção no sentido de conhecer bem a população com a qual se está trabalhando ou estabelecer objetivos e resultados a alcançar com o trabalho. É preciso, quando estamos trabalhando com grupos e pessoas, estabelecer um programa composto de objetivos, estratégias e resultados que queremos alcançar para que nosso trabalho gere frutos. Portanto, há passos a seguir.
Nenhuma atividade por si só causa mudanças significativas em indivíduos ou grupos. O principal objetivo dessas atividades é gerar possibilidade de reflexão e análise. Mudanças de comportamento e atitude precisam partir do próprio indivíduo e estar em sintonia com seus valores e crenças.
As atividades como dinâmicas, jogos, filmes, etc., são apenas catalizadores para ocasionarem essas reflexões.
Há pessoas que estão tão desesperadas com seu sofrimento ou de outros que buscam maneiras para solucioná-las de forma mágica. Não há mudança interior sem suor e esforço, pois se isso não ocorrer elas não serão sentidas como válidas. Há necessidade de compromisso interior para produzir mudanças pessoais.
Outro aspecto, bastante importante é que as técnicas como: dinâmica, exercícios, jogos, etc. em si não são capazes de produzir os resultados de mudança e análise que esperamos. Estamos dizendo com isso, que não basta aplicar a dinâmica ou jogo, etc. sem a devida discussão e reflexão, pois sem essa etapa não há sensibilização das pessoas ou grupos e, por conseguinte, não há possibilidade de mudanças de atitudes e comportamentos.
Lilian
www.dinamicaspassoapsso.com.br
Veja, tb: www.centrodenumerologia.com.br

Postagens populares