ESPAÇO RESERVADO PARA SEUS COMENTÁRIOS SOBRE NOSSO BLOG

QUER TER DINÂMICAS E TÉCNICAS PARA TRABALHAR COM GRUPOS AO ALCANCE DE SUA MÃO? CLIQUE NO BOTÃO COMPRAR, ABAIXO DA FOTO DA APOSTILA.
Quer fazer um elogio, crítica ou sugestão sobre o blog? :Clique aqui
Quer se cadastrar para receber nossas novidades? Envie seu e-mail, clicando aqui
(11) 5589-2211 (horário comercial).

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Dinâmica – Reconhecimento do Amor Recebido e Auto – Estima - Quero Lavar Tuas Mãos

OBJETIVO: Reconhecimento do Amor Recebido e Auto – Estima
PARTICIPANTES: até 15 pessoas
TEMPO: de 1h a 1h30’
MATERIAL: História, papel, lápis, canetas, lápis colorido, giz de cera, canetinhas coloridas, revistas usadas, cola, tesoura, etc.
DESCRIÇÃO: O facilitador diz ao grupo que irão fazer uma atividade para exercitar o ato de agradecer.

DESENVOLVIMENTO: O facilitador inicia a atividade entregando para cada participante uma folha de papel e um lápis ou caneta e faz as perguntas abaixo e pede para que registrem em suas folhas. Estabeleça 5’ para que terminem a tarefa.
OBS: O participante pode colocar a mesma pessoa para cada pergunta ou eleger pessoas diferentes para cada item.
Perguntas:
Quais pessoas são responsáveis por você ser o que é, em relação:
. A vida
. A formação
. Ser bom
. Ser feliz
- Assim que o grupo termina, pede para deixarem de lado seus registros e escutem uma história. O facilitador deve contar a história, abaixo de forma atrativa, fazendo pausas e se possível interpretando-a.

DISCUSSÃO:
- Quando terminar de contar a história, o facilitador deve fazer as seguintes perguntas:
1- O que acharam da estória?
            2- Que ensinamentos ela nos trás?
            3- Costumamos nos atentar para as pessoas que nos ajudam e que fazem as coisas para nós?
4- Costumamos agradecer essas pessoas e sermos reconhecidos a elas?
Concluir:
Sobre a importância de estarmos atentos ao valor de quem nos ajuda e agradecer e reconhecer essa ajuda.

- Após essa fase o facilitador diz ao grupo que aproveitando os ensinamentos da história cada um volte aos seus registros e escolha uma pessoa que considera importante fazer um agradecimento. Pode ser alguma das que listou ou outra que se lembrou no momento. Esse agradecimento será feito através de um desenho, um verso, um texto, uma ilustração, ou da maneira que quiser. Estabelecer 15’ para essa atividade.
OBS: Entregar mais papel, lápis, lápis colorido, giz de cera, canetinhas coloridas, as revistas, cola, tesoura, etc.
- Ao final pedir para que todos apresentem para o grupo o trabalho que fizeram e dê espaço para que se coloquem como quiserem.

História.
Um jovem de nível acadêmico excelente candidatou-se à posição de gerente de uma grande empresa.
Passou pelas entrevistas e o diretor fez a última entrevista para tomar sua decisão.
O diretor descobriu através do currículo que as realizações acadêmicas eram excelentes em todo o percurso, desde o secundário até a pesquisa da pós-graduação e não havia um ano em que não tivesse pontuado com nota máxima.
Na entrevista o diretor perguntou:  "Teve alguma bolsa na escola?" O jovem respondeu, "nenhuma".
"Foi o teu pai que pagou as tuas mensalidades?" O jovem respondeu, "O meu pai faleceu quando tinha apenas um ano, foi a minha mãe quem pagou as minhas mensalidades."
"Onde trabalha a tua mãe?" e o jovem respondeu, "A minha mãe lava roupa."
O diretor pediu que o jovem lhe mostrasse as suas mãos. O jovem mostrou um par de mãos macias e perfeitas.
O diretor perguntou, "Alguma vez ajudou a tua mãe a lavar as roupas?" O jovem respondeu, "Nunca, a minha mãe sempre quis que eu estudasse e lesse mais livros. Além disso, minha mãe lava a roupa mais depressa do que eu".
O diretor disse, "Eu tenho um pedido.  Hoje, quando voltar a sua casa, vai e limpa as mãos da tua mãe, e depois volta aqui amanhã de manhã."
O jovem sentiu que a hipótese de obter o emprego era alta. Quando chegou em casa, pediu feliz à mãe que o deixasse limpar as suas mãos. A mãe achou estranho, estava feliz, mas com um misto de sentimentos e mostrou as suas mãos ao filho.
O jovem limpou lentamente as mãos da mãe. Uma lágrima escorreu-lhe enquanto o fazia. Era a primeira vez que reparava que as mãos da mãe estavam muito enrugadas, e havia demasiadas contusões em suas mãos. Algumas eram tão dolorosas que a mãe se queixava quando limpava com água.
Esta era a primeira vez que o jovem percebia que este par de mãos que lavavam roupa todo o dia tinham-lhe pago as mensalidades. As contusões nas mãos da mãe eram o preço a pagar pela sua graduação, excelência acadêmica e o seu futuro.
Após acabar de limpar as mãos da mãe, o jovem silenciosamente lavou as roupas restantes, para sua mãe.
Nessa noite, mãe e filho conversaram por um longo tempo.
Na manhã seguinte, o jovem foi ao gabinete do diretor.
O diretor percebeu as lágrimas nos olhos do jovem e perguntou, "Diz-me, o que fizeste e aprendeste ontem em tua casa?"
O jovem respondeu, "Eu limpei as mãos da minha mãe, e ainda acabei de lavar as roupas que sobraram."
O diretor pediu: "Por favor diz-me o que sentiu."
O jovem disse "Primeiro, agora sei o que é dar valor. Sem a minha mãe, eu não teria sucesso hoje. Segundo, ao trabalhar e ajudar a minha mãe, só agora percebi a dificuldade e dureza que é ter algo pronto. Em terceiro, agora aprecio a importância e valor de uma relação familiar."
O diretor disse, "Isto é o que eu procuro em um gerente. Eu quero recrutar alguém que saiba apreciar a ajuda dos outros, uma pessoa que conheça o sofrimento dos outros para terem as coisas feitas, e uma pessoa que não coloque o dinheiro como o seu único objetivo na vida. Está contratado."
Mais tarde, este jovem trabalhou arduamente e recebeu o respeito dos seus subordinados. Todos os empregados trabalhavam diligentemente e como equipe. O desempenho da empresa melhorou tremendamente.

VARIAÇÕES OU COMPLEMENTO DA ATIVIDADE
- Se o grupo se conhecer bem e estiver um tempo junto, o facilitador pode pedir para que os membros do grupo troquem agradecimentos entre si, com o objetivo de melhor a auto-estima individual e fortalecer a coesão grupal.
Note que para isso será necessário, pelo mais 1 hora de atividade.
- Se o intuito for melhorar a auto-estima  ou se for um grupo de apoio, o facilitador pode pedir para que um participante ou mais de um , faça um depoimento sobre sua experiência a esse respeito. Nesse caso, também há necessidade de mais tempo para a atividade.

Essa atividade foi elaborada a partir dessa história que recebi por e-mail. Se a autoria da história for conhecida, por favor me informem para que possa dar os devidos créditos.

Você tem alguma sugestão para aperfeiçoar essa dinâmica?
Faça um comentário ou mande um e-mail:
Lilian http://www.dinamicaspassoapasso.blogspot.com/
Acesse,  também: www.centrodenumerologia.com.br
                             
www.centrodenumerologia.blogspot.com

Postagens populares